Você tem o perfil de um profissional de marketing? Descubra neste post!

Qual é o perfil do profissional de marketing, o que ele faz, quanto ganha e quais são algumas das possibilidades de trabalho que ele é capaz de exercer estão entre as questões mais recorrentes entre os que se interessam pelo curso de Marketing. São dúvidas que dizem respeito não só à formação que esses jovens podem ter, mas, principalmente, à carreira que estão escolhendo.

Por esse motivo, reunimos neste post várias informações que vão deixar você por dentro dessa área e do atual cenário dela no mercado. Acompanhe!

O marketing e as suas características

O marketing é um segmento em evidência no mercado, e a expectativa é que tenha cada vez mais visibilidade, pois é requisitado pelas mais variadas empresas, dos mais distintos tamanhos e setores.

O motivo disso é simples: em uma organização, o setor de Marketing é responsável por elaborar as estratégias que vão ditar desde a maneira como a marca é utilizada e veiculada na imprensa até a forma como produtos e serviços são produzidos, precificados, distribuídos e comercializados. É, portanto, uma área diretamente envolvida com o sucesso midiático, com a expansão dos negócios e com a lucratividade de qualquer empresa.

O perfil do profissional de marketing

Muitos profissionais da área compartilham das mesmas habilidades. Eles contam, por exemplo, com um bom domínio de tecnologias (especialmente as ferramentas de automação de atividades), sabem lidar com métricas, graças ao bom raciocínio analítico, estão sempre atentos à realidade social na qual estão inseridos e ainda têm uma alta capacidade de aprendizado autodidata.

Para completar, as pessoas que escolhem esse ramo demonstram — e aprimoram constantemente — algumas características que aumentam (e muito) as chances de sucesso delas na carreira. Isso porque esses traços facilitam o trabalho, especialmente quando é preciso lidar com o público, fechar contratos com fornecedores e parceiros de negociações, realizar trabalhos com outros setores da empresa na qual atuam etc.

Dentre as principais características desse profissional, podemos citar a forte curiosidade, a postura resiliente, a imaginação elevada, a facilidade para trabalhar em equipe, o alto padrão de organização com tarefas e prazos e o bom nível de comunicação interpessoal com colegas de trabalho.

Como fazer uma graduação em Marketing

A graduação em Marketing não tem mistério. Por ser uma formação tecnológica, ela é dividida em quatro semestres e conta tanto com um estágio supervisionado de 240 horas quanto com matérias de aplicação prática que focam na sua qualificação para atuar em nichos do mercado. 

Ao concluí-la, você também recebe um diploma, assim como acontece em um bacharelado ou em uma licenciatura, podendo usá-lo para concorrer em recrutamento de empresas, seleções para professores universitários, concursos públicos e muito mais. A única diferença, de fato, diz respeito à sua titulação, que será de tecnólogo.

Como está o mercado de trabalho

Reunimos algumas informações especiais sobre como está o mercado de trabalho na área do marketing. Assim, dá para compreender melhor em que tipo de companhias há oferta emprego, quais funções é possível exercer e até mesmo a média salarial que você pode alcançar. Confira atentamente!

Onde o profissional de marketing pode trabalhar?

Ao se formar, você pode ser contratado pelos mais diferentes tipos de negócios. Prova disso é que há profissionais de marketing em instituições bancárias, centros comerciais, SPAs, organizações políticas e de cunho humanitário, fornecedoras de energia, faculdades, escolas e órgãos públicos.

Isso sem falar, é claro, daqueles que prestam serviços para empresas de coaching, redes hoteleiras, redes de academia, clubes esportivos, clubes olímpicos, centros hospitalares etc.

Basta lembrar que todos esses espaços precisam fornecer um bom atendimento ao cliente, cultivar um bom clima organizacional para os funcionários, preservar a imagem pública/comercial da companhia, vender e/ou distribuir produtos e serviços, manter um contato contínuo com a imprensa e por aí vai. Resumindo: precisam (e muito) do marketing!

Quais as áreas de atuação de um profissional de marketing?

Quem se forma em marketing tem uma vantagem que não é compartilhada por todas as formações: essa é uma área que evolui e se transforma diariamente. É por isso que, mesmo existindo segmentos de atuação mais tradicionais e já estabelecidos no mercado (como o marketing farmacêutico, o marketing de varejo e o marketing digital), é comum se deparar com funções mais recentes. Alguns exemplos disso são:

  • o neuromarketing, que estuda o comportamento do consumidor a partir das experiências que ele tem com a marca e de como elas impactam positiva ou negativamente no psicológico deles;

  • o Search Engine Optimization (SEO), que monitora o desempenho das páginas da marca (como sites, blogs, plataformas etc.) nos mecanismos de busca da internet e planeja táticas para alavancar não só o alcance de cada uma, como também o número absoluto e individual de acessos que elas têm;

  • a consultoria de serviços prestados aos clientes, que funciona como um setor à parte dentro da empresa, com o objetivo de acompanhar, avaliar e sugerir intervenções — quando necessário — nos serviços e nos respectivos atendimentos (presenciais e virtuais) que a organização disponibiliza para os consumidores.

Quanto ganha um profissional de marketing?

De acordo com um levantamento divulgado pelo portal Salário, no qual foram analisadas mais de 23 mil vagas disponíveis nos 26 estados do país e também no Distrito Federal, um analista de marketing trabalha, semanalmente, cerca de 43 horas e tem uma média salarial de R$ 3.734,14. Em algumas cidades, no entanto, o salário é maior, como é o caso de:

  • Osasco (SP): R$ 5.486,63

  • Brasília (DF): R$ 4.749,46;

  • Barueri (SP): R$ 4.711,78;

  • Rio de Janeiro (RJ): R$ 4.114,32.

Mas não para aí, pois, segundo o mesmo levantamento, essa área manteve-se com saldo de contratações durante todo o primeiro semestre de 2019. Um cenário positivo que mostra o interesse das empresas não só em contar com profissionais do ramo, mas também em investir na formulação de equipes e setores internos dedicados exclusivamente à aplicação das estratégias de marketing dentro dos negócios que administram e oferecem.

Você viu que o profissional de marketing não só tem habilidades específicas que o ajudam no trabalho, mas também conta com características essenciais para sobressair em um ramo que é tão informatizado, tecnológico e antenado com questões sociais. Se você se identificou com essa carreira e com o perfil de quem atua nela, procure uma boa instituição de ensino e invista já na sua formação!

Gostou do tema desse artigo e quer saber mais sobre como construir uma carreira no marketing? Então confira agora mesmo tudo o que você precisa saber para se dar bem na área!