Saiba como as técnicas de leitura podem ajudá-lo nos estudos

Todo acadêmico ou profissional no mercado de trabalho precisa ler bastante para se atualizar com as melhores práticas da sua área. Desse modo, você ganha mais autoridade com seus empregadores e clientes. Portanto, quanto mais textos absorve, melhor. Para melhorar sua agilidade e seu aproveitamento, há algumas técnicas de leitura que podem ajudar bastante.

Neste post, separamos as estratégias mais relevantes nesse sentido. Assim, você poderá adequar cada uma delas de acordo com cada situação e se destacar dos seus colegas. Quer saber mais? Acompanhe!

Como as técnicas de leitura podem ajudá-lo?

Há dezenas de técnicas de leituras diferentes, porém nem todas elas são efetivas para a sua rotina de estudos. A seguir, separamos as mais reconhecidas por estudiosos no assunto. Confira!

Skimming

O skimming consiste em fazer uma leitura rápida de um texto sem se ater aos detalhes. É literalmente só escanear o texto com os olhos com a finalidade de verificar os assuntos mais frequentes e se familiarizar com a estrutura do texto.

Geralmente, os autores deixam muito claros os temas centrais, então uma lida rápida ajuda a aprender alguns pontos mais gerais e importantes. Em alguns casos, para melhorar a fixação desse conhecimento inicial, alguns leitores fazem um pequeno resumo ou guia de leitura após o skimming.

Assim, após utilizar essa técnica, ficará muito mais fácil ler um determinado texto. Isso é especialmente útil para livros acadêmicos com uma densidade de informação muito grande. Em alguns casos, muitos detalhes não serão realmente importantes para você, pois a escrita pode ser muito prolixa. Então, é sempre bom já ir preparado para absorver somente os dados centrais.

Scanning

Frequentemente, lemos determinado texto com a finalidade de encontrar uma informação muito específica. Desse modo, geralmente não lemos grande parte do conteúdo com muita atenção a acharmos. A isso, damos o nome de scanning — que é traduzido como escanear em português.

Essa é uma ótima estratégia, por exemplo, quando vamos estudar para algum teste com assuntos determinados previamente. Da mesma forma, é importante para quando vamos fazer alguma tarefa com perguntas específicas. Assim, procuramos no texto somente aqueles dados que contribuirão para a resposta.

O scanning também pode ser uma estratégia para fazer bons resumos de um texto. O leitor pode escanear um conteúdo e fazer uma síntese daqueles trechos mais importantes, o que facilita para uma revisão futura. 

Leitura ativa

A leitura ativa tem como objetivo trazer uma compreensão mais profunda de um determinado texto. Nesse caso, o leitor terá uma participação ativa durante a leitura em vez de simplesmente absorver o conteúdo de forma passiva.

Para isso, podem ser adotadas várias estratégias, como:

  • questionar-se constantemente o porquê de determinada informação apresentada;

  • pensar em aplicações práticas dos conceitos explicados;

  • tomar notas dos pontos mais importantes;

  • pensar em formas de como explicaria o conteúdo para um colega;

  • fazer imagens mentais dos assuntos etc.

Portanto, essa técnica deve ser utilizada sempre que você precisar ter um conhecimento profundo e duradouro de determinada temática. Além disso, ela estimula a criatividade e o senso crítico.

Leitura detalhada

O foco dessa técnica é extrair informações precisas de um texto, ou seja, precisamos dominar os conceitos com maestria, sem nenhum erro de interpretação. Para isso, a maioria das pessoas busca ler palavra por palavra, mas essa não é a estratégia mais eficiente.

Na leitura detalhada, o primeiro passo é fazer um skimming de todo o texto para ter uma ideia geral. Depois disso, será a hora de ler em detalhes parando para reler frases com compreensão difícil, reler conceitos importantes, fazer anotações, consultar dicionários, entre outras práticas. 

Leitura dinâmica

Essa é uma estratégia frequentemente citada por especialistas em leitura, pois ajuda a aumentar a quantidade de palavras que uma pessoa consegue ler por segundo sem comprometer o entendimento do texto.

Portanto, é necessário bastante treinamento cujo objetivo final é reduzir a vocalização mental durante a leitura. Para isso, pode-se utilizar as seguintes técnicas com grau de dificuldade crescente:

  • identificação de palavras sem focar nos sons de cada sílabas;

  • não fazer a representação vocal de algumas palavras de uma frase;

  • deixar de subvocalizar algumas frases;

  • gastar menos tempo com algumas frases do que outras;

  • evitar a vocalização de pequenos parágrafos;

  • não vocalizar grande parte de uma página.

Estrutura-Proposição-Avaliação

Essa é uma técnica criada pelo autor de “Como ler um livro”, Mortimer Adler. A ideia é compreender a estrutura lógica utilizada em cada texto rapidamente e, assim, evitar a idas e vindas em um parágrafo. Para isso, deve-se seguir três etapas:

  • estudar a estrutura do texto;

  • analisar as proposições lógicas feitas e a organização das cadeias de inferência;

  • avaliar os méritos dos argumentos propostos e conclusões que daí derivam.

Desse modo, é possível também obter uma memorização mais permanente do assunto, pois você terá se envolvido com o texto de fato. Ou seja, método muito útil para estudar um tema de grande relevância.

Pesquisa-Pergunta-Leitura-Recitação-Revisão

Por fim, temos uma técnica cujo objetivo é uma leitura estruturada de todo e qualquer texto importante para sua vida acadêmica. Assim, pode-se ter uma compreensão mais clara dele e uma memorização mais profunda. 

Para isso, devem-se seguir cinco etapas consecutivas:

  • pesquisa — buscar informações, como resumos ou introduções, antes de iniciar a leitura do texto;

  • pergunta — antes mesmo de iniciar a leitura, elaborar perguntas sobre o assunto para fazer uma leitura mais dirigida do texto, isso evita apenas interpretar passivamente o significado das palavras;

  • leitura — é o ato propriamente dito, guiado pelas perguntas da fase de pesquisa;

  • recitar — o leitor deve responder às próprias perguntas mentalmente por meio de palavras-chave;

  • revisão — devem-se repassar os principais pontos mentalmente.

Como elas funcionam na prática?

Para ter sucesso com as técnicas de leitura, o primeiro passo é escolher aquela que mais se adéqua aos seus objetivos no momento e ao seu perfil. Além disso, é essencial ter persistência, pois todas elas exigem treinamento. Desse modo, não será nas primeiras semanas que você conseguirá dominá-las. Além disso, é importante seguir as dicas que explicamos a seguir.

Leia em um lugar silencioso

A leitura exige muita concentração, pois é uma habilidade cognitiva muito complexa. O excesso de estímulos sonoros vai desviar a atenção da sua mente para o ambiente, procurando a origem dos sons e interpretando potenciais ameaças. Por conseguinte, é essencial procurar um lugar silencioso, sem muitas interrupções, característica de uma boa organização pessoal na hora dos estudos.

Não insista quando estiver cansado

Outro erro muito comum é insistir na leitura quando estamos muito cansados. Afinal, nessa situação, nosso cérebro está fisiologicamente esgotado e não tem a capacidade de absorver muitas informações. Desse modo, se você insistir, é muito provável que você não aprenda muito e ainda crie uma aversão pela leitura, o que pode comprometer seu rendimento no futuro. 

Com essas técnicas de leitura, você terá destaque tanto no ambiente acadêmico quanto profissional. Afinal, uma carga teórica sólida é essencial para o reconhecimento no mercado e nas universidades.

Quer continuar recebendo as melhores dicas para se destacar nos estudos e na vida profissional? Então, siga as nossas páginas no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram!