Qual o perfil do estudante de Engenharia?

A escolha da carreira é uma etapa essencial na vida de qualquer pessoa, e ela normalmente vem acompanhada de muitas dúvidas. Quando falamos dos cursos de exatas, os questionamentos podem ser ainda maiores, pois existem diversas áreas em que um estudante de Engenharia pode atuar.

Para ajudar você nessa importante decisão, listamos, neste post, algumas características comportamentais que podem fazer parte do perfil de um engenheiro de sucesso. Confira!

Ter domínio das ciências exatas e demais disciplinas

Essa é primeira coisa que surge quando falamos sobre cursar Engenharia. Realmente, dominar física e matemática é essencial para se dar bem na profissão, que é baseada em cálculos, raciocínio lógico, fórmulas e experimentos.

Essas habilidades são desenvolvidas naturalmente na graduação, mas também é importante que você também tenha, pelo menos, um interesse pelas disciplinas exatas. Afinal, enfrentará de 5 a 6 anos de contato diário com elas na universidade.

Também é importante ressaltar que toda profissão exige conhecimentos que envolvam sociedade, economia e meio ambiente. Com a Engenharia não é diferente, uma vez que a matriz curricular também abordará esses assuntos, para que você esteja sempre atento ao que acontece no cotidiano profissional.

Ser comunicativo

A comunicação é relevante para qualquer situação, tanto pessoal quanto profissional. Para o engenheiro, ela é fundamental. Saber se expressar com firmeza é um dos requisitos para trabalhar e liderar equipes, situação comum para esse perfil. Além disso, o diálogo permite que os outros compreendam suas ideias com clareza e fiquem mais motivados para segui-las.

Para se ter uma ideia da importância desse comportamento, imagine um engenheiro civil atendendo um cliente sem fazer perguntas importantes, como suas necessidades, demandas, prazos, etc. Provavelmente, o resultado da obra não será nada bom e o cliente não se sentirá satisfeito.

Vale ressaltar que pessoas que têm um perfil mais quieto e reservado também podem ser engenheiros. Basta desenvolver as habilidades necessárias durante o curso, participando de seminários, feiras e palestras, por exemplo.

Ser curioso

Os cientistas e os engenheiros, em geral, devem fazer as perguntas certas. Na realidade, eles são como todos os analistas: estão constantemente revisando e analisando os processos, o que permite diagnosticar os problemas e definir o que precisa ser modificado.

O importante não é saber todas as respostas, mas levantar os melhores questionamentos, usando suas habilidades para interpretar as conclusões e encontrar a solução mais adequada para os problemas.

Manter-se curioso é um dos maiores desafios de um bom engenheiro. É normal que, inicialmente, profissionais recém-formados estejam animados e busquem novidades. Porém, ao longo do tempo, com o acúmulo de experiências, alguns colegas acreditam que não têm mais o que conhecer. Esse é um dos principais motivos pelos quais algumas carreiras ficam estagnadas.

Em vista dessa realidade, o estudante deve estimular sua criatividade desde o início para garantir que suas ideias evoluam com o passar da experiência na faculdade.

Gostar de inovação

Essa é uma das chaves para o sucesso e pode ser um diferencial entre um profissional mediano e um engenheiro reconhecido pelo mercado de trabalho. Afinal de contas, a habilidade de se adaptar e criar soluções é essencial para o crescimento desse profissional.

Nesse contexto, correr atrás de inovações por meio de pesquisas em Engenharia é o ideal. Uma solução única, que nunca foi aplicada, por exemplo, pode vir a ser a solução para o problema do seu cliente no futuro.

Gostar de sustentabilidade

Sustentabilidade não é mais um tema banal. Entender esse assunto é fundamental para que o estudante de Engenharia considere propostas e soluções sustentáveis, principalmente em setores como a construção civil, no qual há uma grande alteração do local e um grande consumo de materiais que podem contribuir para a poluição e alteração do clima local.

As questões que envolvem o meio ambiente devem ser consideradas por todas as áreas da sociedade, e a Engenharia é uma das profissões mais relevantes quando se trata de agregar o progresso à preservação dos recursos naturais para as próximas gerações.

Atualizar-se constantemente

Qualquer profissional precisa estar sempre antenado em relação às novidades da sua profissão. E, você, futuro engenheiro, também precisa entrar nessa, uma vez que as novidades na área surgem constantemente.

Existem diversas formas de se atualizar, as mais eficazes são:

  • ler livros e revistas do ramo;

  • fazer uma especialização;

  • participar de cursos, feiras e congressos;

  • fazer visitas técnicas;

  • pesquisar.

Essas práticas são importantes, porque ajudam expandir os conhecimentos em Engenharia, o que garante possibilidades profissionais e o surgimento de ideias inovadoras e criativas.

Contudo, você não pode se restringir somente à formação formal. É preciso pôr a mão na massa para compreender todo o contexto e adquirir a experiência necessária para enfrentar o dia a dia da profissão.

Ter aptidão para tecnologia

Engenharia é sinônimo de desenvolvimento e infraestrutura. Essa profissão é fundamental para a melhoria da vida das pessoas e na resolução de problemas de um município ou país.

Hoje, é impossível separar esse tipo de trabalho da tecnologia. Afinal, ela é essencial para ajudar um engenheiro a otimizar processos, criar dispositivos eletrônicos, projetar computadores e desenvolver novas ferramentas que melhorem o rendimento de outras profissões, bem como a vida em sociedade.

Saber trabalhar sob pressão

É fundamental ter a capacidade de manter o foco nos objetivos e entregar as tarefas a serem cumpridas, mesmo em situações de emergência ou prazos apertados. Isso significa saber agir sob pressão. Pense no caso de engenheiros químicos ou petrolíferos, por exemplo, que podem vivenciar casos de desastres ecológicos, resultantes de vazamento de produtos tóxicos no meio ambiente.

Situações desse tipo são comuns no dia a dia da profissão. Por isso, é importante ser paciente, uma vez que, nesses casos, será necessário seguir um protocolo de maneira rígida, seguindo cada norma e etapa. Só dessa forma, ao final de um trabalho, o engenheiro conseguirá entregar uma tarefa ou produto de qualidade, com riscos calculados.

Buscar conhecimentos extracurriculares

Em um mercado cheio de altos e baixos como o nosso, essa profissão é uma das mais requisitadas, mantendo-se estável. No exterior, então, o terreno é ainda mais fértil.

Com um grande número de alunos de Engenharia se formando anualmente, o mercado não busca mais perfis comuns, que tenham somente os conhecimentos adquiridos durante a formação. As empresas querem pessoas diferenciadas, que investem seu tempo em atividades extracurriculares, como intercâmbios e até mesmo conhecimento em outras línguas, como o inglês, o espanhol, o alemão etc.

Esperamos que as informações sobre o perfil de estudante de Engenharia seja compatível com o seu. Se você ainda tiver alguma dúvida referente a este tema, comente abaixo. Estamos a sua disposição!