Pós-graduação em engenharia: conheça as principais modalidades!

Nos dias de hoje, contar com uma especialização é um dos principais passos para se alavancar uma carreira de sucesso, independentemente da profissão. Na engenharia, isso não poderia ser diferente. Como o mercado de trabalho para essa área anda cada vez mais exigente, investir em uma pós-graduação em engenharia pode ser a peça fundamental para que você conquiste uma excelente colocação. 

Nesse sentido, você já parou para pensar nas diferentes modalidades disponíveis para esse fim? É sobre isso que falaremos no artigo de hoje. A seguir, conheça os principais tipos de pós-graduação em engenharia, confira como eles funcionam e entenda como eles podem agregar à sua profissão. Vamos lá? 

Por que fazer uma pós-graduação em engenharia?

Não é segredo algum que estamos vivendo em um cenário cada vez mais competitivo. Todos os anos, diversos profissionais se formam nos mais diferentes campos de atuação, e o que todos eles têm em comum é o fato de que procuram por um bom lugar ao sol.

Nesse contexto, é fundamental conseguir se destacar. Afinal, as empresas vêm procurando por profissionais competentes, amplamente qualificados e dispostos a ingressar em um aprendizado contínuo. A melhor maneira de fazer com que isso aconteça é investir em uma especialização. 

A pós-graduação em engenharia não só permite ao profissional aprofundar os conhecimentos adquiridos na faculdade, como também abrem as portas para melhores oportunidades de emprego e aumentam as chances de se conseguir uma promoção. Aqui, outros benefícios são: 

  • possibilidades de networking;
  • melhores salários;
  • peso no currículo;
  • valorização no mercado;
  • satisfação profissional.

Como elas funcionam?

Embora os benefícios de se fazer uma pós-graduação em engenharia sejam muitos, ainda existem várias dúvidas sobre como esses cursos funcionam — sobretudo quanto à carga horária e para quem são mais indicados.

Primeiramente, saiba que chamamos de pós-graduação os cursos realizados após o fim da graduação — seja essa bacharelado, tecnológico ou licenciatura. Aqui, estamos falando de especializações, mestrados e doutorados. 

Eles devem ter a duração mínima de 360 horas (em média, 18 meses). Contudo, para as modalidades de mestrado e doutorado, esse tempo vai de 18 a 24 meses para o primeiro e 24 a 42 para o segundo, respectivamente. 

É importante frisar que qualquer pessoa que tenha em mãos um diploma de graduação pode ingressar em uma pós-graduação de qualquer área — ou seja, a sua formação em um tipo de engenharia não impede que seja feita uma pós em outro, desde que seus objetivos estejam alinhados com as vantagens que a modalidade oferece.

Além disso, não existe um limite quanto ao número de pós que uma pessoa pode realizar, sendo possível fazer quantos quiser.

Contudo, saiba que cursar uma pós-graduação em outra área não possibilitará a você mudar de profissão. Por exemplo, um engenheiro agrônomo que cursou uma especialização em direito ambiental definitivamente não poderá se inscrever no exame da OAB e atuar como advogado.

Ele continuará sendo um engenheiro com possibilidade de registro profissional somente no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). No entanto, o conhecimento adquirido por ele ao longo da pós pode ser útil em seu trabalho, por exemplo, no gerenciamento de propriedades rurais. Ficou claro?

Quais as modalidades de pós-graduação em engenharia?

Engenharia de Projetos Industriais

A pós-graduação em Engenharia de Projetos Industriais tem como objetivo capacitar profissionais para atuar no desenvolvimento de projetos industriais nas especialidades de Civil (concreto, estruturas metálicas e arquitetura), Elétrica (eletricidade, instrumentação e automação industrial) e Mecânica (mecânica e tubulações industriais). 

Ao longo da especialização, que dura 18 meses, o profissional desenvolverá uma série de competências (como na área de administração de contratos de engenharia, gestão de pessoas, liderança e segurança do trabalho) e aperfeiçoará os conhecimentos necessários para desenvolver projetos de Engenharia alinhados às oportunidades dos principais setores industriais. 

Engenharia de Controle e Instrumentação

A especialização em Engenharia de Controle e Instrumentação visa capacitar profissionais das áreas de ciências exatas — sobretudo engenheiros — com conhecimentos específicos de automação e controle, o que representará uma grande vantagem competitiva no mercado. 

O curso possui a duração de 18 meses e, ao final, o profissional terá uma visão ampla das questões relevantes ao projeto, gerenciamento e avaliação de Sistemas de Controle e Automação Industrial, bem como dominar técnicas de controle clássicas e modernas. 

Engenharia de Petróleo e Gás Natural

Na pós-graduação em Engenharia de Petróleo e Gás Natural, os profissionais serão capacitados para atuarem no mercado de óleo e gás como engenheiros de petróleo, suprindo assim a demanda crescente dos investimentos no setor.

Voltado para graduados em Engenharia de qualquer modalidade, matemáticos, químicos, físicos e geólogos, o curso dura 18 meses e conta com uma abordagem bastante técnica, fornecendo também toda a bagagem teórica para que seja possível entender e contribuir com os serviços da Indústria do Petróleo e do Gás Natural.

Engenharia de Segurança do Trabalho

Com o objetivo de formar profissionais capacitados para atuarem no campo de higiene e segurança do trabalho, a pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho possui foco na proteção à integridade do trabalhador, tanto ao longo dos processos de sua ocupação quanto nas etapas dos setores de produção, serviços e bens. 

Indicado para profissionais de engenharia, agronomia e arquitetura, o curso tem a duração de 24 meses e foi criado para suprir as demandas geradas pelo crescimento do setor — que, junto à saúde e ao controle ambiental, configura uma das principais preocupações da sociedade atual. 

Engenharia e Gestão de Energias Renováveis

A pós-graduação em Engenharia e Gestão de Energias Renováveis dura 18 meses e foca na promoção do acesso ao conhecimento e desenvolvimento de competências necessárias para a concepção, implementação e exploração de sistemas de energias renováveis. 

Aqui, além das atividades executadas em sala de aula e laboratórios, os alunos participam de visitas técnicas, o que contribui ainda mais com o aprendizado.

Engenharia de Estruturas

O objetivo da pós em Engenharia de Estruturas é formar projetistas na área de estruturas alinhados às necessidades do mercado de trabalho contemporâneo, bem como profissionais capacitados para projetar estruturas comerciais, residenciais, industriais, entre outras construções civis, com uso de recursos tecnológicos e com os devidos conhecimentos sobre comportamento das estruturas e teoria dos mecanismos.

Isso porque, de modo a garantir a segurança das construções, a Engenharia de Estruturas deve ser executada por profissionais devidamente habilitados. Sua duração é de 18 meses.

Viu como ingressar em uma pós-graduação em engenharia é uma escolha na qual você só tem a ganhar? Considere as modalidades apresentadas ao longo do artigo, decida qual a mais indicada para a sua situação e veja o sucesso cada vez mais próximo!

E então, gostou do post de hoje? Para receber diretamente em sua caixa de entrada conteúdos como este, não se esqueça de assinar agora mesmo a nossa newsletter. Até a próxima!