O que fazer com minha nota no ENEM?

Está pensando em cursar o ENSINO SUPERIOR para impulsionar sua CARREIRA e não sabe onde pode utilizar sua nota do ENEM?

Acompanhe este artigo até o final e não perca nenhuma oportunidade!!!

Elaborado para avaliar a qualidade do ensino brasileiro, o Exame Nacional do ensino médio se transformou na principal porta de entrada para a maioria das Faculdades e Universidades no país.

Além disso, a nota desse exame vem sendo utilizada como critério em diversos programas de estudo do Governo.

Ingressar na faculdade privada sem prestar vestibular

A nota do Enem permite que você possa entrar direto na Faculdade/Universidade privada desejada, sem precisar prestar vestibular!

Para isso, é só apresentar um desempenho no exame que atenda os critérios da instituição escolhida. Em muitas Instituições, como a Faculdade UCL, vale a nota de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Fies

Caso você queira estudar em uma instituição privada, mas precise financiar seus estudos, o Fies (programa oferecido pelo Governo Federal) é uma excelente alternativa. Ele oferece financiamento estudantil exclusivamente para cursos superiores. A realização da prova do Enem é um dos principais critérios para a obtenção do custeamento.

A vantagem disso é que você pode pagar seu curso somente após concluí-lo, nesse caso os juros são baixíssimos ou nulos e também é possível pagar seu débito em alguns anos após a graduação.

Os requisitos para o Fies são:

  • Ter participado de uma das edições do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2010 e em sua média final, tenha obtido no mínimo 450 pontos, mais 400 na redação;
  • Possuir uma renda familiar mensal de até 3 salários por pessoa, para concorrer a primeira modalidade do FIES;
  • Possuir uma renda familiar mensal acima 3 salários por pessoa, para concorrer a segunda modalidade do FIES;
  • Ter finalizado o ensino médio, seja pelo meio convencional, ou por programas como o Encceja 2020.

Quem não poderá participar do FIES 2020.

  • Alunos que possuem matrícula acadêmica trancada com todas as disciplinas no momento da inscrição;
  • Que já participaram do Fies;
  • Que tenham inadimplência com Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  • Alunos do Programa Universidade para Todos (ProUni);
  • Alunos em curso/habilitação/turno diferente à bolsa parcial ProUni;
  • Candidatos que possuem reanda familiar inferior ao valor da mensalidade do curso a ser financiado.

Modalidades FIES 2020:

  • Primeira modalidade – FIES: são oferecidas as vagas que terão juros zero, para os estudantes com renda familiar de até 3 salários mínimos. O pagamento ocorrerá após a formação do seu curso de acordo com o limite disponível de sua renda, tornando seus encargos de forma consideravelmente menores.
  • Segunda Modalidade – P-FIES: Para essa modalidade, as vagas são destinadas aos participantes que comprovarem renda familiar a partir de 3 salários mínimos. Nessa categoria, o estudante deverá escolher um banco para ser o seu agente financeiro operador de crédito e não precisa ter feito o Enem.

Prouni

Criado pelo MEC (Ministério da Educação), o Prouni tem como meta oferecer bolsas de estudo em cursos superiores nas universidades privadas do país, que podem ser tanto parciais quanto integrais.

Para concorrer às vagas do programa, o estudante deve prestar o Enem, pois é com as notas obtidas no exame que ele poderá entrar na disputa.

Se a sua pontuação ficar dentro da nota de corte para a formação escolhida, você poderá estudar sem pagar mensalidade ou pagar apenas metade do valor, nos casos de bolsa parcial.

Os critérios para participar do Prouni são: renda familiar de até 3 salários mínimos e notas superiores a 450 em cada avaliação (caderno de provas) do Enem.

Além disso, você deve ainda cumprir, pelo menos, uma das exigências abaixo:   

  • ter completado o ensino médio inteiramente em escola da rede pública de ensino ou ter estudado em instituição particular com bolsa integral;

  • ter concluído o ensino médio parcialmente em escola da rede pública de ensino e parcialmente em instituição particular com bolsa integral;

  • ser deficiente;

  • ser educador/professor da rede pública de ensino básico, trabalhar na área no momento da inscrição, integrar o quadro efetivo da instituição e concorrer a vaga em cursos de licenciatura. Nesse caso, a renda familiar não é necessária.

Nossa Bolsa

O Nossa Bolsa é um programa do Governo Federal vinculado ao Governo do Estado do Espírito Santo. Ele foi criado para oferecer bolsas parciais e integrais em instituições particulares para estudantes de baixa renda que sempre frequentaram a rede pública.

O projeto dá a oportunidade de o estudante sem condições financeiras arcar com a parcela integral de uma faculdade particular, oferecendo a chance de se formar e ter um curso superior, preparando-o melhor para o mercado de trabalho.

Criado em 2006, o Nossa Bolsa já formou mais de 6 mil profissionais. O seu objetivo principal é oferecer bolsas de estudo para expandir o acesso ao ensino superior do estado.

Recentemente, o programa passou por uma expansão considerável. Hoje em dia, ele conta com 40 universidades parceiras e oferece bolsas em mais de 50 cursos de graduação.

Em 2018, serão ofertadas mais de 1.400 bolsas de estudo tanto para cursos presenciais quanto para cursos a distância. Também serão concedidas 25 bolsas para mestrado e 100 bolsas para iniciação científica. Com isso, o Governo do estado investirá cerca de R$ 23 milhões no programa.

Quem pode participar?

  • Quem reside no Espírito Santo;
  • Quem concluiu o ensino médio da rede pública ou da rede particular, na condição de bolsista integral, no Espírito Santo;
  • Quem concluiu curso técnico em um dos Centros Estaduais de Educação Técnica (CEETs) no Estado do Espírito Santo;
  • Quem cursou o Ensino Médio e/ou Curso Técnico nas Escolas do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (MEPES);
  • Quem prestou o Enem em 2019;
  • Quem tem grupo familiar com renda per capita de até um salário mínimo para bolsa integral;
  • Quem tem grupo familiar com renda per capita de até três salários mínimos para bolsas parciais de 50%.

Como funciona?

A inscrição deve ser efetuada diretamente na página oficial do programa. Nela, você terá que informar os seguintes dados:

  • nome;

  • endereço;

  • nº de inscrição do Enem;

  • renda familiar;

  • nome da instituição pública em que completou o ensino básico.

  • demais dados que comprovem que você atende os requisitos para participação.

Os analistas do programa receberão todas os dados e avaliarão conforme os critérios e notas maiores da prova do Enem. Dessa forma, se você for selecionado, será informado da sua vaga e terá um prazo para comparecer e levar toda documentação que comprova os dados que preencheu.

Ciência sem Fronteiras

Para os estudantes que desejam estudar em outros países, o Enem é obrigatório para entrar na disputa por bolsas do Ciência sem Fronteiras. No processo de seleção, o desempenho acadêmico e o domínio de língua estrangeira são considerados.

Alunos com boas notas no Enem passam na frente. Para graduações “sanduíche” (na qual um determinado período é feito no exterior), é exigido, como nota mínima, 600 pontos.

Para facilitar ainda mais esse processo, algumas universidades oferecem programas de formação internacional. Nós da UCL, por exemplo, investimos em convênios com universidades estrangeiras e em parcerias que garantem oportunidades de desenvolver pesquisas em outros países e de fazer disciplinas dos cursos fora do Brasil. Tem mais dezenas de Universidades Conveniadas, tais como:

  • University of California Berkeley, no Vale do Silício, nos Estados Unidos;

  • Hanze Institute of Technology (HIT), na Holanda;

  • École des Mines, na França.

Caso você tenha obtido uma boa nota nos últimos exames, não perca tempo e ingresse o quanto antes em uma faculdade para se qualificar mais cedo e conquistar melhores oportunidades de TRABALHO e emprego. Afinal, tudo passa muito rápido e você não quer ficar indeciso quanto à sua carreira profissional por muito tempo, não é mesmo?

Na descrição deste vídeo você vai encontrar o calendário completo dos programas.

Viu só como a nota do Enem pode ajudá-lo de diversas formas nessa etapa tão importante da sua vida? Aproveite o gancho desta leitura e não deixe de conferir como funciona o processo seletivo da UCL.

Para continuar recebendo informações incríveis sobre curso superior, carreira e vagas no mercado de trabalho diretamente no seu e-mail acesse blog.ucl.br e assine nossa Newsletter ou siga nossas redes sociais, inscreva-se no nosso canal do YouTube e clique no sininho para ativar as notificações. SUCESSO!!!