Gestão de Recursos Humanos: conheça as áreas de atuação

Já pensou em estudar Gestão de Recursos Humanos? Estamos falando de uma área imprescindível para o bom funcionamento das empresas, o que torna o profissional de RH bastante requisitado no mercado de trabalho. A consequência disso são as amplas possibilidades de carreira que você pode encontrar ao cursar essa graduação.

Se essa é uma das profissões que despertam o seu interesse, você certamente vai gostar deste post. Continue a leitura, saiba um pouco mais sobre o curso de Gestão em Recursos Humanos e veja quantas oportunidades de carreira o profissional dessa área tem à sua frente!

O que é estudado no curso de Gestão de Recursos Humanos?

Para exercer as diferentes atividades que fazem parte da rotina do RH de uma empresa, o curso ideal é o de tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos. Nessa graduação, que tem duração de 2 anos, o estudante é preparado para assumir vários cargos pertinentes à área, inclusive posições de gerência.

A área de RH é como um órgão vital dentro de uma organização. O setor de Recursos Humanos é mais que um departamento pessoal, responsável apenas pelos processos burocráticos da empresa. O gestor de RH passou a possibilitar verdadeiras transformações no ambiente corporativo. Nesse cenário, tanto a empresa quanto os colaboradores são beneficiados com as práticas implementadas.

Para ter um desempenho proativo e eficaz, o profissional dessa área precisa ter uma formação sólida, com amplo conhecimento teórico e compreensão das práticas da profissão. Entre as disciplinas que integram a matriz curricular do curso de Gestão de RH estão as seguintes:

  • Matemática;

  • Comportamento Organizacional;

  • Direito;

  • Comunicação e Linguagem;

  • Filosofia;

  • Sociologia e Antropologia;

  • Administração;

  • Economia;

  • Gestão de Pessoas;

  • Legislação Trabalhista;

  • Empreendedorismo;

  • Gestão de Conflitos e Negociação;

  • Segurança, Saúde e Qualidade de Vida.

Quais atividades podem ser exercidas pelos gestores de RH?

Claro que todas as atividades desenvolvidas por esse profissional estão na área de Recursos Humanos. No entanto, engana-se quem pensa que se trata de uma profissão pouco abrangente. O gestor de RH pode ocupar diferentes papéis e desempenhar várias funções em uma empresa.

Os empresários reconhecem que o elemento principal de seu sucesso é o capital humano, ou seja, os colaboradores. Isso significa que, com funcionários engajados, capacitados e alinhados aos objetivos da organização, a produtividade tende a aumentar.

E é por isso que o profissional de Gestão de RH tem destaque no mercado de trabalho. Ele assume um papel essencial na organização, fazendo a ligação entre os colaboradores e a empresa, com a missão de garantir que ambas as partes sejam favorecidas.

As funções desse profissional não se limitam às conhecidas ações burocráticas do setor administrativo de uma empresa. Além delas, ele também pode desenvolver e executar programas motivacionais e estratégias de engajamento, com vistas a melhorar o bem-estar no ambiente corporativo e torná-lo mais produtivo.

Os gestores de Recursos Humanos podem atuar em empresas públicas e privadas de diferentes segmentos, como indústrias, comércio, instituições de ensino, clínicas médicas, empresas de consultoria, organizações do terceiro setor, entre outras opções. Entre as inúmeras funções do profissional de RH, em seus diversos ramos de atuação, estão:

  • contratação de novos colaboradores/ recrutamento, seleção e integração;

  • transferência de setores/ movimentação de pessoal;

  • elaboração e implementação de programas de engajamento, motivação e qualidade de vida no ambiente de trabalho;

  • reestruturação de cargos e funções;

  • acompanhamento de desempenho;

  • monitoramento de pessoal;

  • gerenciamento de clima organizacional;

  • gestão de sistemas de remuneração e carreira;

  • análise de benefícios;

  • rotinas administrativas, em observação aos processos burocráticos e legais de questões trabalhistas e previdenciárias;

  • relações sindicais;

  • demissão de funcionários.

O profissional com formação em Gestão de Recursos Humanos pode atuar de forma generalista, assim como pode seguir carreira em áreas específicas e, inclusive, buscar especializações para afunilar e aprofundar seus conhecimentos teóricos e práticos. Veja algumas das possibilidades para o gestor de RH.

Recrutamento e seleção

As empresas, em geral, contam com uma equipe voltada para as atividades de recrutamento e seleção. Trata-se do setor responsável por planejar e executar todas as etapas do processo seletivo de uma empresa, o que inclui: divulgação de vagas, triagem de currículos, contato com os candidatos, realização de entrevistas e dinâmicas, entre outras ações.

A área de recrutamento e seleção tem um importante papel dentro das organizações. Se as práticas de R&S forem executadas com eficácia, os resultados serão positivos para a empresa, porque vão assegurar a contratação de colaboradores mais alinhados às exigências da vaga e às expectativas da instituição.

Departamento pessoal

Os processos burocráticos ficam por conta do departamento pessoal. Os documentos e os direitos dos colaboradores dependem das atividades desenvolvidas nessa área, como:contratos, controle de ponto, folha de pagamento, férias, afastamentos, pagamento de benefícios, rescisões etc. Esse setor é, portanto, uma engrenagem fundamental para o bom funcionamento de uma organização.

Treinamento e desenvolvimento

A área de treinamento e desenvolvimento contribui para o engajamento do pessoal e, consequentemente, para melhores resultados na organização. Isso ocorre porque as ações realizadas têm o objetivo de capacitar e motivar os colaboradores.

Entre as atribuições do gestor de RH que atua nessa área está a avaliação do perfil dos colaboradores, tendo em vista as competências que podem ser desenvolvidas, assim como as necessidades dos indivíduos e da equipe.

A partir desse levantamento, são elaborados programas específicos de treinamento, sempre com o propósito de otimizar a cultura organizacional e promover ganhos para a empresa e para os participantes.

Relacionamento com sindicatos

O profissional de Recursos Humanos também pode ocupar o papel de mediador entre a empresa e os sindicatos. Com um posicionamento estratégico, o gestor de RH tem a missão de facilitar relações colaborativas e obter mais proveito nos acordos sindicais, favorecendo tanto a organização quanto os trabalhadores.

Remuneração e benefícios

Essa é outra boa opção para os graduados em Gestão de Recursos Humanos. O profissional que atua nesse ramo tem a responsabilidade de analisar a remuneração de todos os colaboradores, verificar os pisos salariais e propor a atualização desses valores.

O analista de remuneração e benefícios também é responsável por gerenciar todo o processo de movimentação dos benefícios oferecidos pela empresa, como vale-refeição, vale-transporte ou auxílio combustível, convênio médico e odontológico, entre outros.

Consultoria

Quem trabalha com consultoria de RH pode realizar pesquisas de clima organizacional, fazer o mapeamento do comportamento dos colaboradores e das competências que precisam ser aperfeiçoadas, observar as necessidades individuais e grupais e elaborar estratégias diversas para aumentar o envolvimento e a performance dos profissionais.

Os consultores de RH podem prestar serviço em diversas empresas, assim como podem atuar dentro de uma única organização, avaliando diferentes áreas dentro da instituição, gerando alternativas e implementando melhorias.

Como você viu no nosso post, as áreas de atuação para o graduado em Gestão de Recursos Humanos são muitas. Então, optar por esse curso é escolher um caminho promissor para sua vida profissional. Se essa é uma das suas opções de graduação, vá em frente! Escolha uma boa instituição de ensino superior e dê o pontapé inicial para alcançar uma carreira sólida.

E não vá embora da nossa página sem assinar nossa newsletter. Assim, você poderá receber mais conteúdos informativos sobre cursos e profissões!