Entenda como o inglês instrumental pode ajudar em sua pós-graduação

[GUEST POST] Entenda como o inglês instrumental pode ajudar em sua pós-graduação

Quando se busca pelos diferentes modos de estudo da língua inglesa, geralmente, encontra-se o tópico “inglês instrumental”.

Mas afinal, o que é isso? Quais as diferenças entre ele e o inglês convencional? E, principalmente, quais as vantagens do inglês instrumental para pós-graduação? Continue a leitura do nosso post e entenda mais sobre o assunto!

O que é o inglês instrumental?

Primeiramente, é necessário mencionar que existem diversas formas de estudar o inglês, umas são mais voltadas ao diálogo de trabalho, outras a conversas do cotidiano, além daquelas que priorizam a leitura de textos e artigos. O inglês instrumental se encaixa na terceira opção. Dessa forma, ao se estudar inglês instrumental, você se deparará com um estudo que facilitará a leitura rápida e a compreensão de textos complexos ou simples que estejam em inglês.

Sendo muito útil para pessoas que buscam referências em artigos científicos ou que precisam fazer exames que demandam leitura e interpretação. Desse modo, o inglês instrumental não trabalha o diálogo, a pronúncia, nem elementos nesse estilo, focando apenas naquilo que ajuda na leitura, como vocabulário e leitura dinâmica.

Quais as diferenças entre o inglês instrumental e o inglês tradicional?

Muitas são essas diferenças, porém, a principal e mais marcante está no foco dado nos dois cursos. O inglês tradicional visa formar falantes e leitores que precisam do inglês em seu cotidiano, seja para trabalho, seja para conversações casuais. Sendo assim, o inglês tradicional trabalha tanto a leitura quanto a escrita e a fala, não dando atenção maior a nenhum dos três.

Já, por outro lado, o inglês instrumental foca somente na leitura, ensinando técnicas e vocabulários essenciais para que os alunos desenvolvam uma leitura em que eles não percam tempo e absorvam tudo que o texto passa. Ou seja, caso o desejo do estudante seja desenvolver sua leitura, o inglês tradicional não será eficiente, visto que o aprendizado será mais lento e a leitura não será o principal. Enquanto no inglês instrumental o aprendizado é direcionado exatamente nesse ponto, logo, o curso será eficaz e de rápido aprendizado.

Quais as vantagens do inglês instrumental para pós-graduação?

O inglês instrumental apresenta diversas vantagens para o aluno de pós-graduação, visto que este muitas vezes se deparará com textos e mais textos em inglês, para ler e tomar como referência em seu mestrado ou doutorado. Porém, as vantagens não se iniciam aí, já que uma das utilidades práticas desse estudo específico são as provas de interpretação.

Dessa maneira, o inglês instrumental dá ao seu aluno uma grande vantagem para ingressar na pós-graduação. Isso porque para começar um mestrado ou doutorado, antes, é necessário passar em uma prova de proficiência em inglês. Nesse sentido, o inglês instrumental faz com que o estudante tenha uma grande vantagem no teste, considerando que o processo seletivo tem a proficiência na leitura como fase eliminatória.

E após ingressar na pós-graduação, dificilmente o estudante escapará dos diversos artigos no Google Acadêmicos e textos enormes em inglês, podendo ter grandes dificuldades na leitura caso não faça um estudo focado nisso.

Assim, um estudante que realizar um estudo específico na leitura em inglês terá grandes vantagens em relação aos outros concorrentes em provas importantes e ao se deparar com textos complexos. Desse modo, não deixe de estudar inglês instrumental para pós-graduação e para a vida.

Caso tenha se interessado pelo assunto, siga-nos no Facebook e confira nosso trabalho!