Engenharia Mecânica e Mecatrônica: quais as principais diferenças?

Se você é daqueles que se dão bem com matérias que exigem cálculos e raciocínio lógico e gosta de tecnologia deve estar pensando em fazer Engenharia, certo? Mas com tantas opções nessa área, é bem possível que, enquanto estuda para o Enem, você fique se questionando: qual curso tem mais a ver com meu perfil?

Essa dúvida é muito comum e pode ocorrer principalmente entre duas carreiras — Engenharia Mecânica e Mecatrônica. Quais as diferenças entre esses dois campos de atuação?

Para responder essas e outras perguntas, preparamos este post. Acompanhe e descubra as características de cada uma dessas profissões em relação à graduação, à rotina profissional e às perspectivas do mercado de trabalho! 

Como é o curso de cada área?

As graduações em Engenharia são da modalidade bacharelado e têm duração de 5 anos. Os primeiros semestres — independentemente da área — abordam disciplinas mais gerais, como Física, Matemática, Química, Estatística, Informática e Cálculo.

Ao longo do curso, os assuntos vão se tornando mais específicos e preparam o aluno para a carreira escolhida. Assim, é um curso com muitas disciplinas práticas, ou seja, você vai ter muitas aulas em laboratório.

Para conseguir o diploma, o aluno precisa ainda desenvolver um trabalho de conclusão de curso (TCC) e fazer o estágio supervisionado.

Outro ponto em comum entre a Engenharia Mecânica e Mecatrônica é que a grade curricular traz temas para quem quer trabalhar de forma autônoma ou ter sua própria empresa, já que os dois cursos contemplam as disciplinas de:

  • Administração Geral;

  • Direito Empresarial;

  • Gerenciamento de Projetos;

  • Empreendedorismo.

Estudar para o vestibular não é tarefa fácil, mas ajuda bastante saber em qual curso você vai se inscrever para priorizar as matérias, não é mesmo? Então confira a seguir as diferenças entre as duas carreiras e veja qual atende melhor às suas expectativas.

Engenharia Mecânica

O objetivo dessa formação superior é que o profissional adquira conhecimentos e habilidades para planejar, projetar, fabricar, gerenciar e fazer a manutenção de máquinas, equipamentos, meios de transporte e outros processos e instalações industriais. 

Por isso, no curso o aluno vai acompanhar disciplinas variadas, como:

  • Ciências dos Materiais;

  • Ensaios Mecânicos;

  • Metrologia;

  • Sistemas Integrados da Manufatura;

  • Materiais de Construção Mecânica;

  • Mecânica dos Sólidos;

  • Materiais e Sensores;

  • Gestão da Qualidade;

  • Mecânica dos Fluidos;

  • Máquinas Térmicas;

  • Máquinas de Fluxo;

  • Processos de Fabricação Mecânica;

  • Manutenção Industrial;

  • Projetos de Novos Equipamentos.

Engenharia Mecatrônica

A Engenharia Mecatrônica — também chamada de Engenharia de Controle e Automação — busca preparar o profissional para trabalhar com sistemas que automatizem processos, uma vez que a área reúne os conhecimentos das Engenharias Elétrica, Mecânica e de Informática.

O curso é mais direcionado para temas ligados à tecnologia. Dessa maneira, o aluno vai estudar disciplinas como:

  • Programação de Computadores;

  • Circuitos Elétricos;

  • Processos Industriais;

  • Eletrônica;

  • Materiais e Sensores;

  • Máquinas Elétricas;

  • Fenômenos de Transporte;

  • Instrumentação Industrial;

  • Sistemas de Energia;

  • Sistemas Digitais;

  • Sistemas Embarcados;

  • Teoria de Redes;

  • Princípios da Robótica;

  • Projetos de Máquinas.

O que faz cada profissional?

Se você está em dúvida entre Engenharia Mecânica e Mecatrônica, precisa saber como é a rotina profissional de cada área. Desse modo, você consegue identificar qual carreira combina mais com seu perfil. Veja abaixo:

Engenharia Mecânica

O engenheiro mecânico tem os conhecimentos da Física e Ciência dos Materiais, por isso trabalha com máquinas, sistemas, ferramentas e demais equipamentos para indústria — atuando desde a concepção até o controle e manutenção. É quem está por trás, por exemplo, de um projeto de um novo carro ou de um dispositivo que melhora o desempenho de uma geladeira.

Acompanhe abaixo algumas das atribuições do bacharel nessa área:

  • instalação, controle e manutenção de máquinas e equipamentos, como turbinas, caldeiras, sistemas de refrigeração e válvulas;

  • desenvolvimento de equipamentos, motores, veículos, ferramentas, dispositivos e catálogos técnicos;

  • realização de monitoramento de processos térmicos e hidráulicos nas indústrias;

  • projeto de fábricas e usinas;

  • controle de qualidade;

  • pesquisa e desenvolvimento de protótipos e produtos.

Esse profissional pode ainda fazer a gestão de equipes na indústria ou executar e fiscalizar obras e serviços técnicos, fazer vistorias, perícias e avaliações.

Engenharia Mecatrônica

O engenheiro mecatrônico tem uma atuação mais voltada para a tecnologia com o objetivo de otimizar processos e facilitar a vida das pessoas. Seu trabalho é direcionado para o projeto, operação e manutenção de máquinas e equipamentos que compõem os processos automatizados de indústrias, bem como para o desenvolvimento de dispositivos inteligentes em produtos e processos.

É o profissional que trabalha com robôs, inteligência artificial e adaptação de softwares — tudo para aperfeiçoar a segurança e desempenho dos processos, a fim de reduzir os custos de um negócio. Pode atuar ainda com sistemas de automação residencial e predial, equipamentos hospitalares e projeto de sistemas digitais.

Como é o mercado de trabalho para essas carreiras?

Quando se fala em Engenharia, é preciso destacar que o pré-requisito para atuar legalmente em qualquer área, além do diploma, é ter o registro no Conselho Regional de Engenharia — órgão que normatiza a profissão.

Quem escolhe essas carreiras pode ficar tranquilo, pois a empregabilidade é alta. Isso porque as indústrias dependem de profissionais com conhecimento e habilidades técnicas para melhorar seus processos, equipamentos e trazer inovação no desenvolvimento dos produtos.

Continue a leitura e descubra como é o mercado de trabalho para a Engenharia Mecânica e Mecatrônica.

Engenharia Mecânica

A atuação do engenheiro mecânico é mais voltada para as indústrias, principalmente as dos setores:

  • automobilístico;

  • aeronáutico;

  • metalúrgico;

  • siderúrgico;

  • petróleo e gás.

Como se vê, as oportunidades são amplas. Quem sonha com uma carreira estável pode aproveitar ainda os concursos públicos — como os da Petrobras.

De acordo com o site de recrutamento Vagas, a média de salário desse profissional gira em torno de R$ 7.631,00.

Engenharia Mecatrônica

O engenheiro mecatrônico encontra um mercado aquecido devido à competitividade entre indústrias e à necessidade de modernização de seus parques tecnológicos.

Ele também encontra boas oportunidades em variados segmentos por conta da indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial — um novo paradigma que já é realidade em muitos países. Por meio dele, as cadeias de produção e processos operacionais estão se tornando mais inteligentes e conectados. Para implantar essas mudanças, haverá alta demanda por esse profissional no país.

Segundo o site de recrutamento Vagas, o engenheiro mecatrônico tem um salário médio de R$ 7.160.

As áreas de Engenharia Mecânica e Mecatrônica apresentam ótimas oportunidades de emprego. Então, se você busca desafios, saiba que pode se dar bem nas duas profissões. Faça uma reflexão sobre suas expectativas de carreira e descubra qual delas tem mais a ver com você.

Falando em Engenharia, confira também qual é o perfil do profissional que escolhe seguir essa área!