Como sobreviver ao fazer faculdade à noite?

Fazer faculdade à noite, ao mesmo tempo que marca a conquista de ingressar no ensino superior, também traz desafios para inúmeros estudantes que precisam aprender a organizar (e otimizar) melhor o tempo, conciliar dupla jornada de trabalho e estudos e não abrir mão dos cuidados com a saúde.

Afinal, sem planejamento e adoção de algumas medidas importantes no dia a dia, ocorre não apenas desorganização e baixa produtividade, mas esgotamento físico e mental por conta da falta de uma rotina de sono adequada.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas que vão ajudá-lo nessa tarefa e tornar seu cotidiano muito melhor. Confira!

Crie um cronograma ao fazer faculdade à noite

Para começar, a nossa primeira dica é criar um cronograma com todas as suas atividades e afazeres diários e semanais. A função dele será permitir que você se planeje melhor quantos aos seus horários, garantindo que cumpra com tudo aquilo que se propõe a fazer.

Por exemplo, ao montá-lo, demarque quais são seus compromissos, como trabalho, faculdade e cursos de língua, e quais os deveres que você tem, como provas, projetos e artigos. Junto a isso, acrescente datas e prazos de entrega que o ajudem a se organizar e programar a jornada cotidiana.

Encontre o equilíbrio entre trabalho e estudo

Muitos dos estudantes que optam por fazer faculdade à noite têm como objetivo aproveitar os demais turnos para ingressar no mercado de trabalho e, assim, ter uma maior independência financeira. Porém, caso você planeje fazer isso, é preciso levar em conta a rotina que levará.

Afinal, para muitos, pode ser difícil conciliar trabalho e estudo, principalmente quando os horários livres para o lazer e revisar as matérias — como no período de provas — ficam mais restritos.

Algumas alternativas são a realização de estágios, empregos de meio período ou bolsas de monitoria, por exemplo, que vão permitir um equilíbrio maior entre todas suas atividades.

Mantenha uma rotina de revisão

Ter uma rotina de estudos e revisão bem-planejada é de suma importância para evitar que a matéria se acumule, que você não acompanhe a turma e, principalmente, que a procrastinação se torne um problema recorrente que prejudique a faculdade à noite.

Por isso, monte um planejamento dos dias e horários em que vai estudar e defina meios extras para e aprofundar no conteúdo, como pesquisa em grupo, atividades extracurriculares ou realização de projetos de extensão acompanhados pelos seus professores.

Fique atento à postura em sala de aula

Pode parecer um detalhe bobo, mas acredite: a forma como você se senta na cadeira quando em sala de aula pode afetar (e muito) o seu desempenho acadêmico. A razão disso é que ao curvar-se demais, não manter a coluna ereta e não encostar as costas no assento da cadeira podem provocar inúmeras dores, em especial nas regiões lombar e cervical.

Devidos aos incômodos físicos, sua capacidade de concentração cai e se torna cada vez mais difícil manter o foco durante a leitura ou realização de exercícios. Portanto, esteja atento à forma como você se senta!

Aproveite o final de semana

O final de semana pode ser um grande aliado na hora de construir o seu futuro profissional. Isso é possível porque você pode aproveitar algumas horas da manhã do sábado ou do domingo (ou mesmo de ambos) para se aprofundar naqueles conteúdos mais complexos das disciplinas, estudar para provas ou realizar pesquisas para artigos e projetos acadêmicos.

E não se engane: isso não significa abdicar do tempo livre ou dos momentos de lazer com a família e os amigos. Ao contrário, trata-se de administrar e otimizar o tempo.

Tenha um horário certo para dormir

Estabelecer um horário certo para dormir — isto é, ter uma rotina de sono de oito horas diárias — é indispensável para você recuperar as energias depois de um dia cansativo e acordar disposto e com ânimo na manhã seguinte.

Uma vez definido esse horário, é importante que você siga inclusive aos finais de semana para evitar não apenas o esgotamento físico, mas principalmente o mental, que pode impactar negativamente seus estudos e sua qualidade de vida.

Pratique uma atividade física

Exercitar-se com frequência é outra dica que vai ajudá-lo a sobreviver à faculdade à noite. Afinal, ao realizar uma atividade física, como musculação, natação, esporte ou apenas andar de bicicleta, você aumenta a produção de endorfina e serotonina, hormônios responsáveis pela sensação de relaxamento, bem-estar e bom humor.

Com isso, diminui-se o estresse e a ansiedade, tão comuns à rotina corrida, e ganha-se em qualidade de vida e, inclusive, em noites de sono mais tranquilas e profundas.

Evite consumir café à noite

Limite o consumo do café apenas à manhã ou à tarde. Ao consumi-lo à noite, seja para ter mais disposição ou se concentrar melhor nas aulas, por exemplo, seu organismo sofre reações por conta da cafeína, que é um estimulante.

Ou seja, você ficará agitado, entrará em estado de alerta e terá dificuldade para dormir, o que pode comprometer seriamente o seu ânimo e energia para o dia seguinte, especialmente se também trabalha, já que estará esgotado e fadigado mentalmente.

Adote uma alimentação balanceada

Não só é importante evitar o consumo de cafeína à noite, como também adotar uma alimentação balanceada. Isto é, consumir o mínimo de alimentos industrializados e produtos ricos em gordura, açúcar e sódio.

Isso evita que você tenha uma dieta pobre em nutrientes que afete sua memória, raciocínio e energia, que cause sensação de empanzinamento e mal estar e, ainda, estimula o desenvolvimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes.

Induza o sono com a ambientação do quarto

Não é difícil encontrar estudantes que tenham dificuldade de dormir à noite por conta da ambientação do próprio quarto. Com isso, enfrentam quadros de insônia que criam um efeito cascata de desorganização e baixa produtividade por toda a rotina.

Por isso, saiba prepará-lo para que o mesmo induza-o ao sono. Como? Desligando eletrônicos (incluindo o celular) que sejam fonte de luz, desfazendo-se de luminárias com lâmpadas muito fortes e adotando modelos menos invasivos e confortáveis visualmente (como arandelas e plafons), além de garantir uma boa climatização.

Não prolongue os estudos madrugada adentro

Esse é um erro clássico e que muitos estudantes cometem quando fazem faculdade à noite. Porém, o que não sabem, é que esse hábito de chegar em casa e continuar estudar ou fazer exercícios/tarefas até altas horas é bastante prejudicial.

O motivo disso é que ele acarreta uma série de outro erros. A começar pela quebra de uma rotina adequada de sono, alimentação prejudicial e consumo de estimulantes, como cafés e energéticos.

O resultado disso não poderia ser outro: você fica exausto durante o dia seguinte, não consegue cumprir com suas obrigações e, mesmo que tenha lido diversas páginas de livros e apostilas, dificilmente retém ou recorda as informações principais, precisando estudar tudo de novo. Portanto, não faça isso e siga a nossa dica sobre uma rotina de estudo preestabelecida!

Gostou das nossas dicas? Ao adotá-las em sua rotina, você verá como é possível, sim, se organizar e se planejar para alcançar uma boa produtividade e, principalmente, alto desempenho na faculdade à noite.

Aproveite e compartilhe este post nas redes sociais com seus amigos e inspire-os também!