Como montar um cronograma de estudos infalível?

O sucesso no vestibular e no ENEM muitas vezes não tem nada a ver com a quantidade de estudo, mas sim com a estratégia adotada. De nada adianta ficar dez horas por dia na frente dos livros e apostilas se você não souber otimizar seu tempo, dividir as matérias e traçar metas a serem alcançadas.

A melhor forma de otimizar o aprendizado e obter bons resultados é por meio de um cronograma de estudos eficaz e equilibrado. Se você tem dificuldades de se concentrar e memorizar as matérias estudadas, o problema provavelmente está nos seus métodos de estudo. Ao adotar estratégias que se adaptem ao seu perfil, a aprovação será garantida!

Quer saber qual é a melhor forma de se organizar e obter o máximo de rendimentos nos estudos? Então continue a leitura deste artigo e descubra!

Analise sua rotina

Para funcionar, o cronograma de estudos deve ser plausível. Ou seja, você precisa ter consciência da sua rotina, listando seus horários livres e se organizando de acordo com eles.

Não é possível estudar cinco matérias por dia, ver aulas e resolver exercícios se não houver tempo livre para tudo isso. O primeiro passo para criar um bom plano de estudos é saber como organizar seus horários de modo que você consiga cumprir suas metas diárias sem muita dificuldade. É preciso levar em consideração todas as outras atividades que ocupam seu tempo no dia a dia.

Ao criar um cronograma com mais tarefas do que tempo para executá-las, você vai acabar se estressando e, consequentemente, o aprendizado vai render muito menos. É preferível, portanto, diminuir a quantidade de estudos, ainda que sobre tempo no final do dia. Aproveite esse tempo livre para fazer revisões e exercícios que ajudarão a fixar a matéria.

Planeje seus horários

Agora que você já anotou os principais pontos da sua rotina, é preciso separar seus horários livres de acordo com as matérias que serão estudadas.

É comum que você queira estudar as matérias mais fáceis primeiro. Porém, essa ordem deverá ser invertida. Pense o seguinte: no início dos estudos, seu cérebro está descansado, pronto para absorver informações. Ao final do dia, porém, você já está cansado, ansioso para deixar os estudos de lado e ir dormir, retendo muito pouco do que é estudado.

O melhor é aproveitar o momento em que o cérebro está descansado para estudar as matérias mais difíceis. Dessa forma, você terá muito mais concentração para entender e memorizar tudo que for lido. Além disso, ao final do dia, por mais que sua mente esteja cansada, é muito menos doloroso estudar algo que você gosta e tem facilidade em aprender do que as disciplinas mais chatas e difíceis.

Ao definir seus horários de estudo, também é necessário fazer uma divisão semanal que abranja todas as disciplinas cobradas no vestibular e no ENEM. De segunda a sexta, separe seu tempo entre aulas, leituras e exercícios, estipulando duas ou três matérias por dia. Nos sábados, aproveite para fazer uma revisão de tudo que foi estudado ao longo da semana e, no domingo, escolha um tema para treinar a redação.

É importante que seus horários de estudo sejam seguidos à risca. Por isso, não tente criar um cronograma muito exagerado e esqueça a procrastinação. Seu sucesso depende de muita disciplina!

Estabeleça metas e se adapte

Um dos objetivos principais do cronograma de estudos é avaliar o seu progresso ao longo do tempo e traçar novas estratégias para otimizar o aprendizado.

Se você está lendo este artigo, significa que tem interesse em alcançar a aprovação no vestibular ou ENEM. Mas estudar como um robô todos os dias, ainda que siga religiosamente um cronograma, não é o suficiente!

É preciso traçar metas e objetivos, levando em conta principalmente o tempo restante para o exame do ENEM ou vestibular. Você deve se desafiar a cumprir essas metas, fazendo simulados e maratonas ao final de cada mês para avaliar seus conhecimentos.

Baseando-se nesses resultados, é recomendável criar diferentes cronogramas de estudos mensais, modificando constantemente sua rotina para que ela não fique enjoativa e também consiga abranger integralmente todas as disciplinas a serem estudadas.

Essa diversificação é útil para que os estudos se ajustem ao seu perfil. Cada pessoa tem suas particularidades e, por isso, não existe uma fórmula exata para que qualquer um consiga sua aprovação. É preciso experimentar e se adaptar. Se uma estratégia específica não funcionar muito bem em um mês, então, tente algo diferente no próximo.

Reserve um horário para os exercícios

A melhor forma de medir seu conhecimento, memorizar as matérias e analisar se os estudos estão dando resultados é por meio da solução de exercícios.

No seu cronograma, é importante reservar um momento apenas para resolver exercícios diariamente. O ideal é tentar fazer questões sobre as matérias que foram estudadas naquele dia ou no anterior. Dessa forma, você estará ao mesmo tempo revisando e memorizando o que já foi estudado.

Nos finais de semana, não deixe de treinar para a redação, afinal, a prática leva à perfeição! Quando for possível, faça também um simulado, compilando tudo que foi estudado no meio da semana.

Mas preste atenção: não basta apenas resolver exercícios. Você também deverá corrigi-los, aproveitando para verificar seus pontos fracos e fortes e definir quais disciplinas merecem mais dedicação.

Não se esqueça dos momentos de descanso

Estudar até a exaustão não é o melhor caminho para o sucesso. Pelo contrário: o cérebro cansado não consegue absorver muitas informações. Até mesmo porque nos momentos de descanso é que conseguimos assimilar e memorizar o que foi estudado ao longo do dia.

Portanto, não deixe de estipular pausas para descansar e se divertir no seu cronograma de estudos. É importante relaxar de vez em quando e evitar o estresse da cobrança de familiares e amigos.

Evite também o uso de estimulantes e cafeínas, pois o sono é essencial para manter um bom rendimento e fixar o estudo. É recomendado dormir cerca de oito horas por noite.

Fazer academia ou sair para uma caminhada também são excelentes formas de ocupar seu tempo livre, afinal, é comprovado que atividades físicas aumentam a atividade cerebral, possibilitando que mais informações sejam memorizadas. Aproveite, portanto, para dedicar um momento do seu cronograma para algum exercício físico.

Por fim, nas vésperas da prova, é uma boa ideia adaptar seu cronograma para evitar a ansiedade. Nesse momento, não vale a pena perder tempo com leitura de apostilas e livros. O melhor é aproveitar seus resumos para fazer revisões das matérias e se preparar para a reta final.

Com essas dicas, você tem de tudo para criar um cronograma de estudos infalível! Não se esqueça de que, para alcançar a aprovação, é necessário estudar todos os dias com dedicação e disciplina. A organização é essencial para se dar bem!

E aí, gostou do artigo? Aproveite que você está se preparando para iniciar a vida de universitário e aprenda como escolher a faculdade ideal em 11 passos!